Câmara aprova crédito, mas condiciona que barreiras sanitárias funcionem 24 horas em Várzea Nova

Nesta quarta-feira (29.04), a Câmara de Vereadores aprovou crédito especial para ações do Poder Executivo no controle e combate à pandemia do coronavírus no município de Várzea Nova.

A sessão contou com a presença do secretário de Saúde, Everton Novaes, que fez uma explanação para os edis sobre as ações da prefeitura no combate ao Covid-19, justificando a necessidade de crédito especial para que o município amplie o trabalho de atuação das equipes de saúde.

Durante a sessão,  os vereadores de oposição e situação fecharam questão pela aprovação do Projeto de Lei 041,  condicionando  que a Prefeitura fizesse o detalhamento do número de contratações de profissionais de saúde, entre enfermeiros, técnicos de enfermagem e médicos.

Ainda foi proposto  a exclusão de contratações de auxiliares de serviços gerais, podendo aproveitar servidores do quadro funcional do município.

Outra medida proposta pelos vereadores da oposição foi o aumento de 12 para 24 horas do funcionamento das barreiras sanitárias,  para justificar  os gastos com diárias anunciados pelas a administração municipal.

Também foi aprovada a presença de dois representantes do legislativo no Comitê Crise, para o acompanhamento na aplicação desses recursos.

Por último os vereadores Nilton Moreira, Raimundo Ferreira, Adilton Maia e Daiane Pereira, ambos do PSDB, solicitaram a redução do valor de 600 mil reais para 445 mil, o que de pronto foi aceito pelo interlocutor do executivo, o chefe de gabinete Absolon Pimentel.

Após acordadas as alterações entre o Poder Executivo e os vereadores membros das duas bancadas, o projeto de lei foi aprovado por unanimidade, seguindo para a sanção prefeito Joãozinho, que nas próximas horas irá publicá-lo no Diário Oficial do Município.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *